Skip to content

rotflol

06/07/2015

4:10 – 4:35                   https://youtu.be/pmHSJfuvkRE?t=250

44 aninhos

26/06/2015

Engrenages – saison 5, épisode 1

04/06/2015

Depois de 40 episódios (quase) sem mácula, não havia necessidade disto:

« On a traîné le corps sur le sol… »

“Também podemos examinar o corpo à luz solar…”

Red is the new black

18/05/2015

Independentemente de quem tenha razão, parece estar a criar-se uma nova casta de intocáveis por parte das forças da ordem.

Tal como lá…

Defende sempre aquilo em que acreditas

04/05/2015

… mesmo que isso implique que fiques só.

É mesmo só à…

01/05/2015

estalada

-15

17/04/2015

Um investigador da Universidade do Minho e o presidente da Anecra, entrevistados pela Renascença, consideram que os combustíveis low-cost são nocivos para os automóveis.
O contrário defendem o presidente da ANRA (reparação automóvel), a Deco e eu (do alto da minha experiência de uma década em mais do que um automóvel).

As empresas de bandeira já vieram demonstrar que os seus combustíveis aditivados, afinal, pouco mais valem do que os seus low-cost: 2 a 4 cêntimos de diferença, pelo que se vê.

Quem ganha com tudo isto? Os senhores do 1º parágrafo? As empresas do 3º? Por mim, ganho eu que continuarei a depositar a minha confiança e os meus euros em quem, até hoje, não teve uma postura de saltimbanco de estrada. Literalmente!
Já quanto às oficinas automóvel, comigo nunca ganharam nada devido ao uso de combustíveis não urinados aditivados.

Já agora, o barril de petróleo subiu para os 58,12 dólares, a semana passada! Metade do que já valeu há uns meses atrás. O preço do produto refinado cá, continua a equivaler-se a quando o barril estava quase ao dobro do preço. Para onde vai esse “excedente”?… Pois.

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.