Skip to content

Portugal, madrugada de Agosto de 2008

27/10/2008

1:18 Um homem, pelos 50 anos, caminha passeio adiante. Pára junto aos sacos do lixo à frente do café, curva-se e examina-os. Prossegue a marcha até ao café seguinte. Estaca, subitamente, ao passar um automóvel e avança até ao terceiro café, saindo do campo de visão. Desce a rua, pouco depois.
2:16 Um outro homem, um pouco mais novo, apanha algumas coisas do chão perto dos primeiros sacos do lixo…

Estamos em Outubro, aparentam ser pontas de cigarros o que apanha um outro (?) homem…

6 comentários leave one →
  1. 27/10/2008 2:14 am

    Eu tive que sair e voltar a entrar!!
    Tu escreveste mesmo tudo isto??!!

    — pausa —

    É triste haver tanta vida esvaziada, em Portugal, no mundo…

  2. 27/10/2008 8:12 pm

    Noite, isto por aqui está mau… mesmo… muito!

  3. 28/10/2008 4:12 am

    Eu sei Cap, eu sei, por isso me vou mantendo por aqui…

  4. 28/10/2008 10:21 pm

    A pobreza está a alastrar. De há um ano para cá que também passei a ver gente a rondar os caixotes. E até já se vêem sem-abrigos a dormir nas frentes projectadas que os prédios de habitação têm por estas bandas.

  5. 30/10/2008 5:48 pm

    Noite, a monção é bem menos letal.

    Maria, a minha volta vejo o desemprego a crescer… e o êxodo de Espanha ainda agora está a começar.

Trackbacks

  1. Portugal » Portugal: Amovate Website

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: